JP Turismo deu força e Prefeitura restaurou a Capela, perto da festa de São Pedro, em 1995

Semanário conferiu no local, ouvindo cabeças da tradição religiosa e cultural, nascido no bairro

Com uma boa insistência para haver a reforma necessária na Capela de São Pedro, na Madre de Deus, a pedido da comissão organizadora, o JP Turismo, com três meses de vida, fez a sua parte, em maio de 1995, e a prefeitura acelerou os serviços com que a comunidade católica, ali, respirou mais aliviada, como a reportagem do semanário do Jornal Pequeno conferiu no local, ouvindo cabeças da tradição religiosa e cultural. Nascido no bairro, com sua casa paterna atrás da primeira igrejinha e os seus ascendentes entre os criadores do festejo, o jornalista, poeta e prosador Herbert de Jesus Santos colaborou na pauta e acompanhou a equipe do repórter e editor Alterê Bernardino, que recebeu os agradecimentos dos devotos do patrono, entre os pescadores Galdino, Periquito, Cabo Honório, José Guimarães (Piloto) e o presidente da comissão organizadora, ex-pescador e eletricista aposentado da CEMAR, João Batista dos Santos, querido primo mais velho deste repórter e redator do JP Turismo.

Galdino, Herbert, Cabo Honório, Periquito, Piloto e João Batista dos Santos, entrevistado por Alterê Bernardino – Foto: José de Ribamar Gomes (Peninha)

Já no começo de junho, o terreno em torno da capela ficou encharcado de água de chuva, dificultando o acesso para todos, e Herbert de Jesus Santos cuidou de pedir as providências das autoridades, no programa matinal de maior audiência, o Bom-Dia, São Luís!, comandado pelo radialista e jornalista Toni Duarte, na Rádio São Luís, na Areinha. Não demorou muito e o secretário municipal de Obras e Transportes, e depois de Infraestrutura, na gestão da prefeita Conceição Andrade (PSB), engenheiro civil Pedro Fernandes, no ar, garantiu que no mesmo dia haveria trabalho de reparos, quanto, realmente, foi feito. Toni Duarte (o primeiro presidente da Associação dos Bumba-Bois da Ilha-ABMI, que ganhou do Governo Roseana Sarney o Parque do Folclore da Vila Palmeira para gerenciar, em regime de comodato, e, com honestidade e competência, beneficiou cordões de todos os sotaques, e ali meu companheiro de diretoria, ele, pelo Boi do Anil, eu, pelo da Madre de Deus) alardeava, todo dia, os bons serviços da prefeitura, no largo e na Capela de São Pedro, que foi reinaugurada na tarde/noite da antevéspera do dia do Padroeiro dos Pescadores, com a presença da prefeita Conceição Andrade, quando tive a honra de recebê-la e sua comitiva, como membro da comissão organizadora da Festa de São Pedro, num discurso de agradecimento, antes de ser servido um coquetel, com participação dos comunitários.

Texto: Herbert de Jesus Santos



0 Comentários


Deixe o seu comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *