Escritores caxienses na literatura maranhense contemporânea

A proposta, idealizada pelo poeta e jornalista Paulo Melo Sousa, teve início em dezembro de 2010 e, dentre tantas atividades culturais, realizou em 2012 o seu primeiro festival de poesia, buscando animar o meio cultural de São Luís

O Projeto Coletivo Papoético retornará no próximo dia 28 de novembro, quinta-feira, com evento que irá reunir, numa animada noite cultural, inúmeros escritores caxienses, tanto os que moram na capital quanto os que residem em Caxias.  O projeto visa divulgar, revelar e incentivar a atual produção cultural maranhense, com o intuito de estabelecer um contato maior entre artistas, intelectuais, produtores culturais e a comunidade em geral, com incentivo à produção cultural, divulgação da arte e da cultura, realização de eventos culturais individuais e coletivos, visando despertar o interesse pela arte e a cultura na comunidade em geral, facilitar o conhecimento de novos nomes da cultura maranhense, fortalecendo a identidade cultural como instrumento para o cumprimento social da expressão cultural da comunidade.

A proposta, idealizada pelo poeta e jornalista Paulo Melo Sousa, teve início em dezembro de 2010 e, dentre tantas atividades culturais, realizou em 2012 o seu primeiro festival de poesia, buscando animar o meio cultural de São Luís. Depois desse evento, foram realizados mais dois festivais. O projeto foi formatado para acontecer num ambiente de bar. Após as apresentações das atividades culturais previstas, os participantes se confraternizam e continuam o papo de forma mais descontraída.

Atualmente o Papoético está acontecendo no Buriteco Café, localizado na rua Portugal, nº 188, na Praia Grande, Centro Histórico de São Luís.  “Entendemos a cultura como ferramenta necessária para o desenvolvimento da sociedade, sobretudo pelo incentivo ao hábito de práticas criativas que fortalecem a salvaguarda e o sentimento de pertencimento. Acreditamos que é possível construir através do desenvolvimento cultural uma sociedade mais esclarecida e menos indiferente à vida social e política de sua localidade e do país, com inclusão cultural, promovendo, dessa maneira, o fortalecimento da cidadania”, declara o poeta Paulo Melo Sousa.

Wybson Carvalho – Foto: Divilgação

Vários escritores já confirmaram presença no evento, tais como Quincas Vilaneto, Morano Portela, Renato Meneses, Carvalho Júnior, Jorge Bastiani, Ana Rosária, dentre tantos outros. O poeta Wybson Carvalho, que já confirmou presença, nasceu em Caxias em 1958. Comunicólogo, com habilitação em Relações Públicas, é colaborador em diversos periódicos regionais. Poeta com vários livros publicados, dentre os quais Neófitos da Terra, Eu Algum, Iguaria real, Ambiência da Alma, Poesia Reunida, Necrópolis, Nauroemcidade, dentre outros livros. É membro fundador da Academia Caxiense de Letras, cadeira 30. Foi membro dos Conselhos Estadual e Municipal de Cultura. Conferencista, animador cultural, o poeta mora em Caxias.

Silvana Meneses – Foto: Divulgação

Silvana Meneses também se fará presente ao evento; ela é natural de Caxias, é professora da Universidade Estadual do Maranhão – UEMA, em São Luís; graduada em Química Industrial e doutora em Zootecnia. Membro fundadora da Academia Caxiense de Letras. Tem os livros publicados Embarcações, A olho Nu, Impressões em Haikais, Outras Palavras, Estação Poesia, Reação e Intenso Instante.

Outra escritora que já confirmou participação é Maria Alzenira Ferreira, graduada em Direito e Serviço Social, pós-graduada em Gestão de Organizações Públicas e Sociais. Poeta, faz parte da Associação de Jornalistas Escritoras do Brasil – AJEB. Publicou os livros “Do Começo ao Recomeço”, em 2017, e “Entre o Voo e o Pouso”, neste ano, ambos de poesia.

Por sua vez, Joina Bonfim, natural de Caxias, é formada em Letras pela Universidade Estadual do Maranhão – UEMA, especialista em Língua Portuguesa pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC-MG), Mestre em Educação pela Universidade Federal do Maranhão – UFMA e com doutoramento em Educação pela Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias. Publicou, dentre outros livros, “O Ensino da Língua Portuguesa nos Parâmetros Curriculares Nacionais” (2000), Zequinha Zangado (1994), Poesia em Rede (2017). Vale a pena conferir.

Serviço

O quê? Projeto Coletivo Papoético – “Escritores caxienses na Literatura Maranhense Contemporânea”.

Onde? Buriteco Café (rua Portugal, nº 188 – Praia Grande, Centro Histórico de São Luís).

Quando? Dia 28 de novembro de 2019

Hora? A partir das 19 h

Programação: Encontro de escritores caxienses, reunião da Confraria da Água Benta (para degustação de cachaças maranhenses), com sorteio de livros entre os presentes. Leitura de textos literários, recital de poesia. Entrada Franca.

Texto: Paulo Melo Sousa



1 Comentário


Deixe o seu comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *