ACADEMIA LUDOVICENSE DE LETRAS ACOMPANHOU MARIA FIRMINA, NO DESFILE DA TURMA DE MANGEIRA

 

Um dos pontos altos do desfile da Escola de Samba Turma de Mangueira, do Bairro do João Paulo, já na madrugada de segunda-feira gorda de carnaval, na passarela do samba do Anel Viário, ficou por conta de Carla Maranhão, ator performático, na representação de Maria Firmina, dentro do samba-de-enredo Do Reis da Abolição, a Rainha é Ela: Maria Firmina, de Guimarães para o Mundo, com alegoria emoldurada por membros da Academia Ludovicense de Letras (ALL), que tem Maria Firmina dos Reis como patrona.

A homenageada da agremiação joão-paulina nasceu em São Luís,  em 1825, e entrou para a história da literatura brasileira por ser a primeira romancista do Brasil.  Ela começou a carreira como professora, e lecionou no município de Guimarães, e levou anos para conseguir publicar o seu primeiro e mais importante livro, apontado pela crítica, o romance Úrsula.

Com a categoria do intérprete oficial, Bruno Costa, autor da composição, com a parceria de André Freitas, a Turma de Mangueira contou, em síntese, a vida e obra da professora e poetisa,  e considerada a primeira romancista do País, e reforçado pelas vozes: de Cleber Costa, Edinho Sales, Gisele Padilha, Bia Ma, Frank Rubim, e Rafael Belfort. 

Patrona da all, Maria Firmina foi representada pelo ator performático Carla Maranhão


0 Comentários


Deixe o seu comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *