Tubarão abrindo o bocão sem máscaras e o festival em SL

O futebol maranhense está vivendo um momento diferenciado, de plena euforia. Seja qual for o resultado das rodadas restantes da Série B do Campeonato Brasileiro, pelo Sampaio Corrêa é fundamental que se saiba que o time maranhense, a Bolívia querida de maior torcida deste Maranhão, deu uma arrancada surpreendente na competição saindo da zona de rebaixamento para o 2º Lugar na classificação geral, podendo hoje às 19h15 no Castelão no confronto de líder e vice-líder se aproximar mais da Chapecoense e ficar ainda mais perto de seu objetivo de chegar a Série A do futebol brasileiro. Há um clima de congraçamento no ar, e o Tubarão representa com galhardia o futebol Timbira.

O nome do clube se inspira no Hidroavião Sampaio Corrêa II, que pousou em São Luís em dezembro de 1922. O Sampaio foi fundado em 25 de março de 1923.

Possuidor da maior quantidade de títulos estaduais, o Sampaio é o único time do Maranhão a ter vencido a Copa Norte e a Copa Nordeste, e a única equipe do país a ser campeão em três divisões nacionais diferentes (Segunda Divisão, atual Série B, em 1972, Terceira Divisão de 1997, atual Série C, e Série D, de 2012. Em torneios nacionais, o Sampaio conta com 8 participações na Série A do Campeonato Brasileiro, 13 na Série B e mais 17 na Copa do Brasil. Foi o único time do Maranhão a participar de um torneio internacional, a copa Conmebol, em 1998, tendo alcançado a fase semifinal.

É hora de fazer a força, torcer, sorrir, chorar e se Deus quiser e os deuses do futebol permitirem, possamos conquistar essa vaga e juntos estarmos na elite do futebol em 2021.

Canta São Luís

Há décadas não se via um investimento forte na musicalidade maranhense. Começou anteontem, e prosseguirá até o 4 de dezembro próximo, na Praça Maria Aragão, o I Festival Canta São Luís, que,  de acordo com seus promotores, objetiva incentivar a criação musical, revelar talentos, promover intercâmbio cultural entre artistas do município, proporcionando o fortalecimento da cultura ludovicense e oferecendo lazer cultural gratuito para o município e toda a região, coordenado pela Prefeitura Municipal de São Luís, via Secretaria Municipal da Cultura (Secult) e Secretaria Municipal de Governo (Semgov).

Com bons prêmios para os vencedores (1º lugar – R$ 60 mil, 2º lugar – R$ 40 mil, 3º lugar – R$ 30 mil, 4º lugar – R$ 20 mil, 5º lugar – R$ 10 mil), a demanda foi expressiva, originando um total de 120 participantes selecionados dos 446 inscritos, e terão a oportunidade de se apresentar ao público nas três eliminatórias.

Porém todo cuidado é pouco, e seria mais prudente que as pessoas seguissem alguns protocolos sanitários de saúde. Embora o cenário ainda seja de estabilidade, é necessário algumas precauções, e muita cautela.

Passamos oito anos de gestão sem fazer uma promoção com toda esta envergadura, e só agora se promove um evento em benefício dos artistas locais! Mesmo com todas as medidas protocolares, não terá toda aquela alegria do Festival de Música Viva de 1985, sob a coordenação da Sedel (Secretaria Estadual dos Desportos e Lazer) e outros festivais de projeções importantes para a cultura maranhense em nível nacional, pelo momento que atravessamos!

Que possamos ser cautelosos e preventivos nesse momento. Que possamos curtir o festival na Praça Maria Aragão seguindo os protocolos de uso de máscaras e higienização constante de nossas mãos e objetos de uso pessoal. Muita calma nessa hora!

Foto: Reprodução


0 Comentários


Deixe o seu comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *