Biodiversidade na Chapada

No Nordeste, um grande potencial para retomar o folego no setor é na região, rica em belezas naturais e ecossistemas do cerrado maranhense

Ainda neste primeiro trimestre de 2021, a Organização Mundial de Saúde (OMS) tem divulgada com motivação a vacina de combate ao novo Coronavírus. Os dados aqui no Brasil divulgados pelo Ministério de Saúde, contabilizam mais de 3 milhões de vacinas aplicadas em 26 estados e no Distrito Federal, tendo já contratadas 355 milhões de doses para esse ano.

Biodiversidade no parque da Chapada das Mesas – Foto: Cíntia Noleto

As vacinas e outras inovações de Saúde demonstrem os esforços e a evolução para frear a pandemia. Mesmo com as restrições globais, o país está estimulado a retomar a intensidade da economia, sendo o mais desafio é o setor de Turismo.

No Nordeste, um grande potencial para retomar o folego no setor é na região do parque da Chapada das Mesas, ricas em belezas naturais e ecossistemas do cerrado maranhense. Nos municípios de Estreito, Carolina e Riachão, temos consideráveis ações na adoção de medidas políticas e atividades das empresas privado.

Agências são procuradas com serviço privativo por casais e familiares para passeios – Foto: Cíntia Noleto

Uma das reuniões públicas, no dia 08 de fevereiro, as prefeituras foram convidadas pelo Instituto Chico Mendes da Conservação da Biodiversidade, foi apresentada a portaria que regulariza o trabalho dos guias e condutores. São estes funcionários que levam os visitantes para os atrativos do parque, tendo agora só o acesso se estiverem cadastrados no ICMBio e na prefeitura de um dos três municípios.

Nos próximos 03 meses, as agências responsáveis por encaminhar turistas ao parque da Chapada das Mesas vão capacitar os condutores e cadastrar todos os veículos. Este treinamento é uma iniciativa do Instituto Chico Mendes e da Secretaria de Turismo do Estado.

Segundo o chefe do ICMBio, Deijacy Rego, “trabalhar juntos o Estado e os municípios permite essa estratégia de qualificar os condutores de visitantes. Em breve  vamos emitir os editais de credenciamento, tanto dos transportes para o translado dos turistas na unidade de conservação, como também o cadastro dos condutores e os guias”.

Os visitantes terão mais segurança nos atrativos com os treinamentos aos condutores e guias de turismo – Foto: Cíntia Noleto

Potencial frente a crise

Os turistas da região Norte e Nordeste mais frequentadas no parque da Chapada das Mesas têm como perfil a origem dos os quatro estados Pará, Maranhão, Piauí e Tocantins. Estes correspondem a 48% do Perfil dos Viajantes registrado pela Secretaria de Turismo da Prefeitura de Carolina. Do mercado nacional lidera o estado de São Paulo (16,7), e no internacional há 1,5 de argentinos nos passeios do parque.

Desde janeiro, as reservas turísticas recomeçaram a crescer na região da Chapada das Mesas. E as vezes é na crise que surgem ideias para superar o fôlego do seu negócio. Em Carolina, a proprietária Cíthia Noleto da agência Torre da Lua, reestruturou o negócio e investiu nas opções de serviços privativos. E faz sucesso.

“Para o perfil de um casal, com certa idade e que fazem parte do grupo de risco, eles contratam o serviço privativo, ou seja, sem compartilhar com outras pessoas. Então há hoje nos serviços uma tendência na opção de exclusividade por parte dos clientes”, explica.

Cachoeiras naturais reúnem moradores da região e turistas de todos os cantos – Foto: Cíntia Noleto

As agências, os restaurantes e hotéis estão investindo muito na informação. O Poço Azul, um dos atrativos mais procurados pelos turistas, desenvolve os protocolos de prevenção do Coronavírus e adota os cuidados minuciosos com a área alimentícia no setor de restaurante. Para fiscalizar, o site do Ministério do Turismo acompanha as empresas que se comprometem com os protocolos específicos pra cada atividade.

O parque da Chapada das Mesas a cada dia nos surpreende com criatividade, iniciativa e biodiversidade em todos os cantos. Com olhos encantados nas cachoeiras, temos os  moradores da região ao lado dos turistas de todos os cantos. Mesmo esse grande Turismo ser ainda tímido no início de 2021, a Chapada das Mesas já renasce uma nova alvorada.

Texto: Márcio Leão da Cruz



0 Comentários


Deixe o seu comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *