Rotas turísticas estratégicas não possuem internet

De um total de 117 destinos analisados pelo Ministério do Turismo, 87 informaram não ofertar cobertura de sinal de internet aos turistas e a população das suas cidades. O Mtur  mapeou a disponibilidade e o resultado apresentado  é de  que 74% destas rotas ainda não contam com cobertura de rede pública. Dessa forma os principais destinos turísticos do país não possuem Wi-Fi deixando os visitantes incomunicáveis em pleno século XXI. A falta de planejamento e de estrutura local são os motivos determinantes apontados no levantamento.

Os números foram formados após uma coleta dos dados realizada com gestores dos municípios no período de 06/10/2020 a 11/11/2020, o que evidenciou a situação das cidades e a precariedade no desenvolvimento tecnológico de inúmeras regiões.

De acordo com informações coletadas, 45% dessas cidades dizem possuir projetos, mas ainda não implantados na disponibilidade dos serviços.

Para mudar esta realidade, os ministérios do Turismo e da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) assinaram, em outubro do ano passado, um acordo de cooperação que vai apoiar políticas públicas de digitalização e inovação para promover o Turismo 4.0 e, assim, possibilitar a transformação de rotas estratégicas em destinos turísticos inteligentes. De forma a impulsionar as atividades, o MTur também prevê outras ações com o Ministério das Comunicações.

Edição: Gutemberg Bogéa



0 Comentários


Deixe o seu comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *