Tirar férias de si mesmo

Mesmo com essa fase que atravessamos da Covid 19, não podemos desistir. E para isso, buscar novos ambientes onde se possa relaxar, refletir e ter contato com a natureza é muito importante nesse momento.

Férias, período do ano em que todo mundo procura uma opção de lazer para escapar do stress do cotidiano. Se bem que existem pessoas que procuram opções que provocam mais cansaço que relaxamento, o bom senso aponta para a prática de ações que devam proporcionar desaceleração em relação ao ritmo normal provocado pelo trabalho.

Tirar férias significa ir para longe do barulho, desse burburinho permanente causado pelo trânsito da cidade, ir para lugares tranquilos, sem violência, tomar banho em rios ou em praias limpas, longe da orla de São Luís, buscar o ar saudável do campo, da planura da Baixada ou ir em busca do refrigério das águas das belas cachoeiras da Chapada das Mesas. Deixar-se invadir pelo calor das águas das lagoas dos Lençóis Maranhenses, curtir uma trilha no meio de áreas ainda preservadas. Em suma, sair da mesmice, tirar férias de si mesmo, esquecer as atribulações das coisas repetidas, do insípido retorno das coisas já vistas.

Ler um livro, assistir a um bom filme, ligar para os amigos, passear de mãos dadas com o seu amor, visitar parentes, fazer surpresas, caminhar por lugares ainda não visitados, exercitar o olhar tirando fotografias dos detalhes das coisas, das aves ou das pessoas, buscar a diferença, eis a lição das férias, aliviar a mente das obrigações diárias, sair pela tangente no café com pão pela manhã e do feijão com arroz na hora do almoço. Brincar com o inusitado e sorrir para si mesmo. A vida pode ser bela, e nem precisa de maquiagem. É importante descobrir que a felicidade pode estar nas coisas mais simples que existem e que dinheiro é bom quando sabiamente usado, mas, por si só, não garante alegria a ninguém. Tira uns dias de descanso. E também ter tempo de dizer a alguém, boas férias!

Editorial JP Turismo

Fotos: Gutemberg Bogéa



1 Comentário


Deixe o seu comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *