Viação Itapemirim participa da 13ª Edição da Bus Brasil Fest

Evento contou com mais de 150 ônibus expostos e exibiu modelos novos e clássicos de diversas empresas. A Viação Itapemirim esteve presente com três modelos icônicos do grupo

No último domingo, 1º de dezembro, a Viação Itapemirim participou da 13ª edição da Bus Brasil Fest – Feira de Ônibus Clássicos e Modernos, realizada na Praça Charles Miller, em frente ao Estádio do Pacaembu, na capital paulista. Que o brasileiro é apaixonado por automóveis, isso todo mundo sabe, mas que para essa paixão existe uma “categoria” especial, aí poucos conhecem. A busologia, um termo ainda não encontrado nos dicionários, reflete a paixão por um veículo de transporte que não passa despercebido. A maior feira de exposições da América Latina é também conhecida pelas siglas BBF e reuniu mais de 150 ônibus que fizeram parte da história do transporte.

Rodonave 6801, um veículo de Carroceria Busscar VisstaBus, do ano de 1999  – Foto: Luca de Oliveira

“A BBF é muito importante. É um evento que conta parte da história do transporte, o Brasil através dos veículos antigos que ali são apresentados. E a Itapemirim faz parte dela. A nossa expectativa é de que este evento cresça mais e divulgue a história do transporte no nosso país”, afirma Marcos Almeida, Diretor Comercial e de Marketing do Grupo Itapemirim.

Juverci de Melo, idealizador da Bus Brasil Fest, comenta a importância do evento e da participação da Itapemirim: “A BBF começou em 2001 como uma confraternização entre os busólogos, bem enxuto, com 11 ônibus e 50 participantes. Hoje, o evento tomou proporções que nem a gente imaginava, com mais de 150 ônibus expostos”, diz. E acrescenta “Se for falar sobre história e avanço tecnológico é impossível não falar da Itapemirim. É ela quem fez as principais ligações entre o Sul, Sudeste e Nordeste. A Itapemirim desde sempre investia em tecnologia nova, foi ela quem implantou o primeiro ônibus com três eixos, o TRIBUS. Falar da evolução do ônibus e não falar da Itapemirim, vai faltar um pedaço da história”, conclui.

A feira deste ano reuniu admiradores, colaboradores, imprensa especializada, usuários do transporte e até empresários do setor, todos de alguma forma envolvidos através do transporte de passageiro sobre pneus. Pela segunda vez participando deste evento, a Viação Itapemirim esteve presente com os modelos TRIBUS II, Rodonave e Relax Studio. Conheça mais sobre eles abaixo:

Tribus II

Nos anos 70, a Viação Itapemirim em meio de um grande crescimento viu a necessidade de aumentar a capacidade e o conforto de seus veículos e decidiu implantar uma nova tecnologia: o terceiro eixo em um veículo, dando assim mais estabilidade e aumento da capacidade dos veículos. Dentro de sua sede em Cachoeiro de Itapemirim, criou o primeiro chassi (estrutura central do ônibus) com um terceiro eixo acoplado. Mais tarde a empresa decidiu ir além e iniciou um projeto mais complexo, o projeto do TRIBUS. O primeiro modelo já chegou com marcas importantes: bagageiros mais amplos, poltronas mais sofisticadas, banheiro, entre outras coisas.

O primeiro veículo a ser apresentado na feira é um ícone dos anos 80 e que revolucionou o modo de transportar passageiros e até mesmo cargas: o TRIBUS II de prefixo 12367. Um veículo que foi amplamente divulgado no fim dos anos 80 ainda é preservado com a sua pintura original, conhecido pelos busólogos como a pintura em linha. Depois de anos na frota, o veículo foi vendido, até chegar nas mãos do busólogo Anderson Pinheiro, de Vitória ES.

O veículo com ano de fabricação de 1986, tem sua motorização do Consagrado Mercedes-Benz O355/6, sobre o Chassi SBVM-Itapemirim.

Rodonave

Rodonave 6801, um veículo de Carroceria Busscar VisstaBus, do ano de 1999. O carro que esteve presente no evento é o carro número 01 da série 68xx.

Além de mais altos e com área envidraçada ainda maior, os VisstaBus marcou o retorno da Busscar à frota da empresa e trouxe novidades como o uso de uma central de multimídia instalado em cada poltrona. Com reclinação a 65 graus, as poltronas do Rodonave por muito tempo foram eleitas as mais confortáveis na área de transporte de passageiros.

O 6801 ainda tem algo especial: nos anos 2000 a Itapemirim decidiu re-estilizar sua identidade visual e trocou a pintura de bandeiras e passou para a pintura de selo, a mesma que segue até hoje em todos os ônibus, porém o Rodonave 6801 é o único veículo que ainda preserva a pintura antiga.

Relax Studio

Relax Studio, um veículo criado para dar suporte em pontos estratégicos das estradas –  – Foto: Luca de Oliveira

O Relax Studio é um carro que é voltado totalmente à segurança e ao bem-estar dos motoristas. Profissionais importantes e que necessitam de um carinho especial. Este veículo foi criado para ficar em pontos estratégicos pelas estradas, dando suporte. Sua pintura diferenciada também é outra atração.

Um veículo sob a Carroceria TRIBUS III que tem seu interior totalmente modificado, por começar por uma sala de espera onde os profissionais já podem iniciar seu momento de relaxamento. Na sequência, uma sala com 3 poltronas tipo leito onde são usados um sistema com lâmpadas de cor azul, também conhecido como Cromoterapia, que auxilia no relaxamento do motorista e principalmente reduz o sono, trazendo mais segurança durante a sua viagem; e por fim, uma mini cozinha com forno, água mineral, uma cafeteira e uma mesa com tomadas.

A participação da Viação Itapemirim com seus veículos próprios, e dos apaixonados que também trabalham para manter vivo o nome e a imagem da empresa, faz com que a BBF não seja apenas uma exposição, mas também a confirmação de que a empresa e seus “amarelinhos”, como são carinhosamente chamados os ônibus da empresa, transportam sonhos, vidas, amores e desejos.

A BBF é idealizada por Juverci de Melo e organizada pela atual equipe Dorival Nunes, Fábio Klein e Jean Felix.

Sobre a Itapemirim

A Viação Itapemirim foi fundada em 4 de julho de 1953, no Espírito Santo, com a linha Castelo – Cachoeiro de Itapemirim. A frota percorria, na época, apenas 100 mil quilômetros por mês. A expansão aconteceu na década de 1960, com a conquista das linhas da região Norte e Nordeste e do trecho Vitória – Rio de Janeiro.

A empresa ganhou também nova identidade visual, com destaque para a cor dos ônibus que ficaria conhecida como “amarelo Itapemirim”. Os ônibus de três eixos, os Tribus, começaram a rodar nos anos 70. Na década de 1980, tiveram início as operações que ligaram o Sudeste ao Norte e Nordeste do Brasil.

Com a ampliação do serviço, a Viação Itapemirim montou a sua própria fábrica: eram produzidas 200 carrocerias por ano, para atender a demanda do período. Em meados da década de 2000, a empresa inaugurou o Golden Service, com opções de ônibus leito, oferecendo mais conforto aos seus passageiros. Estreou, na mesma época, o Cinebus na linha São Paulo – Rio de Janeiro, a primeira frota equipada com TV a bordo.

Hoje, sob nova administração, a Viação Itapemirim completa seis décadas no mercado de transporte.

Texto: Giovanna Adamo



0 Comentários


Deixe o seu comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *