Ministério do Turismo apresenta próximos passos do Programa Revive

Live contou com a participação de representantes do IPHAN e do PPI – Foto: Roberto Castro/MTur

Após a definição dos patrimônios que receberão o projeto-piloto do Revive, o programa já apresenta os próximos passos.  Em live realizada nesta quinta-feira (09.07), o Ministério do Turismo, o Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) e a Secretaria Especial do Programa de Parcerias de Investimentos (SPPI) anunciaram que já estão em tratativas com o BNDES para a execução de estudos de viabilidade técnica, econômica e ambiental dos locais selecionados..

Durante a live, o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, destacou a necessidade do programa para benefício da população. Os locais receberão, ainda, recomendações do IPHAN sobre quais intervenções serão possíveis em cada imóvel, respeitando a sua vocação, traços paisagísticos, arquitetônicos e históricos, como destacou a presidente do Iphan, Larissa Peixoto.

No Brasil, quatro patrimônios históricos servirão como base para o Revive: a Fortaleza de Santa Catarina, em Cabedelo (PB); o Forte Nossa Senhora dos Remédios, em Fernando de Noronha (PE); o Forte Orange, na Ilha de Itamaracá (PE), e Fazenda Pau D’Alho, em São José do Barreiro (SP). Criado em Portugal, o Programa Revive já viabilizou 14 concessões, que representam um investimento estimado em € 118 milhões e uma receita fiscal anual da ordem de € 2,36 milhões.

 

Emirates anuncia retomada de voos para o Brasil

A Emirates anunciou que retomará voos para São Paulo a partir de 2 de agosto. Outros cinco destinos serão adicionado à rede da companhia nas próximas semanas: Genebra (a partir de 15 de julho), Los Angeles (a partir de 22 de julho), Dar es Salaam (a partir de 1º de agosto), Praga (a partir de 2 de agosto), e Boston (a partir de 15 de agosto), oferecendo aos clientes ainda mais opções de viagem.

Isso aumentará a rede de destinos da companhia aérea para 58 cidades até meados de agosto, incluindo 20 pontos na Europa e 24 pontos na Ásia-Pacífico.

Os clientes da Emirates que viajam entre as Américas, Europa, África, Oriente Médio e Ásia-Pacífico podem desfrutar de conexões seguras e convenientes pelo hub da Emirates em Dubai. Os clientes também podem fazer um stopover ou visitar Dubai, pois a cidade foi reaberta para visitantes internacionais de negócios e lazer.



0 Comentários


Deixe o seu comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *