Pará tem atrativos que encantam turistas

O Estado do Pará é rico em história, patrimônio histórico, meio ambiente, religião e, cada vez mais, seduz e atrai visitantes do Brasil e do mundo

Porta de entrada para a maior floresta tropical do planeta, a Amazônia, o estado ganha reconheciment de vários segmentos turísticos, como o da gastronomia, tendo Belém recebido o título internacional de Cidade Criativa da Gastronomia, concedido pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), em 2015.

MERCADO VER-O-PESO – O MAIS VISITADO ATRATIVO TURÍSTICO DA CAPITAL PARAENSE

O patrimônio histórico é outro segmento que chama a atenção dos visitantes. A capital Belém, com o Forte do Presépio, igrejas centenárias, mercados como o Ver-o-Peso, é a porta de entrada para novas descobertas. Pois o Pará possui bens tombados como Patrimônio Cultural do Brasil. Entre eles, a igreja Madre de Deus, em Vigia, o Forte da Vila de Óbidos (Forte dos Pauxis), Forte Santo Antônio de Gurupá, por exemplo.

O turismo religioso tem na festa do Círio de Nossa Senhora de Nazaré seu grande apelo. A festa reúne cerca de dois milhões de pessoas pelas ruas de Belém, sempre na segunda semana de outubro. O Círio é a maior prova da fé católica do povo paraense, quando milhares de pessoas saem às ruas para pagar ou fazer promessas para a Virgem de Nazaré.

Os amantes da ufologia encontram no Pará, um campo fértil de crenças, como a aparição de seres extraterrestres, no caso, na cidade de Colares, mordeste paraense, quando em 1977, aconteceu o fenômeno do “Chupa-Chupa”, um fenômeno misterioso que iluminou o céu da cidade e várias pessoas foram atacados por objetos voadores não identificados.

ILHA DO MARAJÓ – PRAIA DO PESQUEIRO, EM  SOURE

O Pará possui uma rica biodiversidade onde pode-se avistar as mais belas aves, fauna e flora, com destaque para as vitórias-régias. Praias de rio e de mar são atrativos para quem quer fugir do estresse das metrópoles.  Um exemplo é a Praia Ilha do Amor, de Alter do Chão, em Santarém, apontada pelo jornal britânico The Guardian como a mais bela praia brasileira.

ENCONTRO DO RIO TAPAJÓS COM AMAZONAS, EM SANTARÉM

As praias de mar são as mais procuradas. A Praia Marudá (Marapanim) é uma das mais procuradas pelos banhistas. Fica, cerca de 160 quilômetros de Belém. Praia de Algodoal (Maracanã), faz parte de uma área de proteção ambiental, com atrativos culturais e naturais. Fica distante cerca de 180 quilômetros de Belém. O acesso à praia é feito por barqueiros, que ficam nas margens fazendo a travessia dos banhistas.

SALINÓPOLIS, TAMBÉM CONHECIDA COMO SALINAS

Praia do Atalaia em Salinópolis (Salinas), umas das praias mais famosas. O cenário é composto por várias barracas de comidas típicas. A praia fica a cerca de 220 quilômetros de Belém.

O circuito do ecoturismo bastante desenvolvido, com destaque para o Parque Zoobotânico Emílio Goeldi, instituição científica, onde se encontra um pouco do ecossistema da Amazônia dentro de Belém.

Prêmio – São esses atrativos que a Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo do Pará (Abrajet-Pará) quer premiar com a realização do Prêmio de Jornalismo de Turismo “Comendador Marques dos Reis”. Jornalistas do Brasil e do mundo que tenha trabalhos sobre os atrativos turísticos do Pará podem se inscrever no que vai premiar os melhores trabalhos jornalísticos produzidos e publicados em cada uma das categorias profissionais: jornalismo impresso, online, radiojornalismo, telejornalismo e fotojornalismo.

Os candidatos ao prêmio poderão inscrever as reportagens publicadas no período de 1º de julho de 2018 a 31 de outubro de 2019, no site oficial da Abrajet-Pará – www.abrajetpara.com.br  /ou no site www.encomtur2019.com.br. As matérias devem estar de acordo com os critérios de avaliação do regulamento. Nesta edição, serão premiados com R$ 12 mil os melhores trabalhos de cada categoria profissional.

Outra novidade é que os internautas e amantes da fotografia e do turismo poderão inscrever as imagens que captaram sobre os destinos paraenses na categoria “Mídias Sociais” e concorrer a três pacotes turísticos para o Arquipélago do Marajó para usufruir no período de baixa temporada.

Poderão concorrer apenas as imagens publicadas, entre 10 de julho a 31 de outubro de 2019, exclusivamente no Instagram, Facebook ou Twitter e marcadas com a hashtag: #premiodejornalismoemturismo. A iniciativa visa valorizar os destinos paraenses e incentivar o turismo interno.

A premiação vai ocorrer no dia 18 de novembro durante a realização do I Encontro Brasil Amazônia de Comunicação em Turismo (I Encontur). Durante o evento, haverá palestras no Teatro Sylvia Nunes e exposições sobre os produtos e serviços do trade paraense, nos dias 16 e 17 de novembro, no hall de eventos da Estação das Docas.

No dia 18 de novembro, também será feira a entrega da “Comenda Marques dos Reis”, criada para valorizar a qualidade dos serviços prestados pelo Trade Pará nas categorias: agência de viagem, companhia aérea, curso de turismo, espaço turístico, evento turístico, hotel ou pousada, guia de turismo, restaurante, transporte turístico fluvial ou terrestre.

A presidente da Abrajet-Pará, Christina Hayne, defende a importância de premiação e sua divulgação. “Nossa aposta é intensificar a divulgação a nível nacional, reforçando as parcerias com os veículos de comunicação das seccionais vinculadas à Abrajet Nacional em outros estados, ampliando também a divulgação para outras regiões do Pará, para atrair mais inscrições nacionais e regionais”, informou Christina Hayne.

O prêmio que está em sua quinta edição foi criado em 2006 A segunda edição foi realizada entre final de 2012 e início de 2013, Já a terceira edição, em setembro de 2016. Em 2017 foi realizada a quarta edição do prêmio que é uma homenagem a Joaquim Marques dos Reis, uma das personalidades mais importantes do turismo paraense e pioneiro no segmento jornalismo especializado em turismo.

Entre os parceiros desta edição do prêmio, estão o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Turismo (Setur), Conselho Empresarial de Turismo e Hospitalidade (Cetur), da Federação do Comércio do Estado do Pará (Fecomércio-Pa); deputada estadual Paula Gomes, da Frente Parlamentar de Turismo; Prefeitura Municipal de Belém, por meio da Companhia de Turismo de Belém (Belemtur); Conselho Municipal de Turismo (Comtur); Federação de Agricultura do Estado do Pará (Faepa); Serviço Social do Comércio (Sesc); Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac); Prefeitura de Salinas e Secretaria Municipal de Salinópolis; Associação Brasileira das Agências de Viagem (ABAV-PA); Sindicato das Indústrias Minerais do Estado do Pará – Simineral; Associação PanAmazônia; Instituto de Gemas e Joias da Amazônia (Igama) e Pousada dos Guarás.

Texto: Ronaldo Quadros

Fotos: João Ramid



0 Comentários


Deixe o seu comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *